Microscópio Confocal Multifóton

Venda exclusiva Biolab Brasil

Sistema confocal multifóton simplificado que permite a produção de imagens multifóton mais profundas e de forma mais rápida

O microscópio confocal multifóton A1 MP+ da Nikon é um sistema de imagens multifóton exclusivo que possui um escâner galvanômetro de alta resolução. Novos detectores NDD (Non-Descanned Detectors) de 4 canais, com maior sensibilidade, corrente escura reduzida e ampla faixa espectral possibilitam o discernimento em tempo real de sondas muito próximas, produzindo imagens espectrais precisas e de alto contraste. Isto é especialmente importante na microscopia multifotônica devido à sobreposição dos espectros emitidos pelas sondas e à autofluorescência, que frequentemente não pode ser evitada, quando se usa uma única linha de laser.

  • Maior profundidade
    • NDD de alta sensibilidade
    • Imagem de 1300nm
  • Maior nitidez
    • Objetivas de NA elevada
    • Alinhamento automático do laser
  • Flexibilidade
    • NIC Elements C

CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS

Imagens profundas em espécimes com detectores NDD (Non-Descanned Detectors) de alta sensibilidade

As emissões de fluorescência profundas de um espécime são altamente dispersas na excitação multifóton e, portanto, os detectores convencionais que utilizam um orifício não são capazes de proporcionar imagens fluorescentes de alto brilho. O detector NDD episcópico do A1R MP+ fica localizado próximo à abertura traseira da objetiva para detectar a maior quantidade de sinais de emissão dispersa provenientes do interior profundo de espécimes vivos.

Imagem ao vivo de áreas profundas do córtex cerebral de um rato

O córtex cerebral de um rato H-line com 5 semanas foi  estudado com o método de crânio aberto. A forma completa dos dendritos das células piramidais da camada V, expressando a EYFP, foi visualizada da camada mais profunda até uma camada superficial. Além disso, o sinal de fluorescência da matéria branca das áreas mais profundas também foi estudado.

A1R-MPplus_NDD

Esquerda  Imagem de reconstrução 3D Fotografado com a cooperação do:

Dr. Tomomi Nemoto,
Research Institute for Electronic Science,
Hokkaido University

Dr. Shigenori Nonaka,
National Institute for Basic Biology

Dr. Takeshi Imamura,
Graduate School of Medicine,
Ehime University

À direita Z-stack images
Em cima:
dendritos localizados nas camadas superficiais das células piramidais da camada V, 25 µm abaixo da superfície
No meio:
dendritos basais das células piramidais da camada V,
625 µm abaixo da superfície
Embaixo:
fluorescência de matéria branca
Comprimento de onda de excitação: 950 nm
Objetiva: CFI75 Apo 25xW MP (NA 1,10 WD 2,0)

Imagem multicor do córtex cerebral de um rato

deep-imaging_6 deep-imaging_7 deep-imaging_8

Aquisição simultânea de três canais da imagem de um rato YFP-H anestesiado, usando excitação infravermelha (IR) de 950 nm,  geração de segundo harmônico (SHG) e duas emissões de fluorescência.

Ciano: Sinal SHG de dura-máter
Amarelo: Neurônios piramidais com EYFP na camada V do córtex
Vermelho: Vasos sanguíneos marcados com SRB

Fotografado com a cooperação do:
Dr. Tomomi Nemoto, Research Institute for Electronic Science, Hokkaido University

Imagens de renderização de volume 3D

Renderizações de volume 3D de um rim identificado com o marcador Hoxb7/myrVenus (Chi et al, 2009 Genesis), usando a renderização de volume de pseudocores, com código de profundidade para representar as profundidades em Z (pseudocolorido conforme a profundidade – passo de 1 ?m corresponde a 550 ?m).

A1R-MPplus_NDD_2

Objetiva: CFI Apocromática 25xW MP, Zoom de escaneamento: 1x, Tam. do passo em Z: 1 ?m, Comprimento de onda de excitação: 930 nm
Resolução de imagem: 1024×1024 pixels, Volume da imagem: 460 ?m (comprimento) x 460 ?m (largura) x 600 ?m (altura)
Fotografado com a cooperação do Dr. Frank Costantini e da Dra. Liza Pon, Columbia University Medical Center, Nova Iorque


Imagem de 1300 nm

Além do detector NDD GaAsP compatível com um comprimento de onda de 1080 nm, existe um novo modelo de microscópio vertical que é compatível com o comprimento de onda de 1300 nm. Este novo NDD permite imagens em profundidade de até 1,4 mm em conjunto com uma cabeça de escaneamento recém-desenvolvida, a A1R MP+, que é compatível com o comprimento de onda de 1300 nm.

Imagem profunda do cérebro de um rato vivo, realizada com o detector NDD GaAsP, compatível com o comprimento de onda de 1300 nm.

gaasp1

Fotografado com a cooperação do: Drs. Ryosuke Kawakami, Terumasa Hibi and Tomomi Nemoto, Research Institute for Electronic Science, Hokkaido University

Imagemin vivode um rato YFP-H anestesiado (com 4 semanas de idade) usando o método de crânio aberto. Visualização de toda a camada V de neurônios piramidais e dos neurônios do hipocampo, mais profundos. Imagem profunda tridimensional de dendritos do hipocampo com até 1,4 mm abaixo da superfície do cérebro.

Capturada com detectores episcópicos NDD GaAsP em 1300 nm e uma lente objetiva CFI75 Apocromática 25xW MP1300 (NA 1,10, WD 2,0 mm)
Comprimento de onda de excitação: 1040 nm

Imagem in vivo em duas cores do cérebro de um rato,  realizada com o detector NDD GaAsP, compatível com o comprimento de onda de 1300 nm.

gaasp2

O córtex cerebral de um rato YFP-H anestesiado (com 4 semanas de idade) foi estudado com o método de crânio aberto.
Foi injetado Alexa594 na veia da cauda para visualização dos vasos sanguíneo.

Fotografado com a cooperação do: Dr. Tomomi Nemoto, Research Institute for Electronic Science, Hokkaido University


As objetivas de alta NA da Nikon são ideais para a captura de imagens multifotônicas

Objetivas de alta NA que corrigem fortemente as aberrações cromáticas em uma ampla faixa de comprimentos de onda, do ultravioleta ao infravermelho. A transmissão é aumentada com o uso da tecnologia exclusiva de revestimento de nanocristal da Nikon.

Em particular, a lente objetiva CFI75 Apocromática 25xW MP/MP1300 oferece a maior abertura numérica do mercado, de 1,10 e ainda mantém uma distância de trabalho de 2,0 mm. Ela também possui um colar que corrige as aberrações esféricas dependendo da profundidade do espécime e um ângulo de acesso de 33° para acesso a pipeta manipuladora, tornando-a ideal para imagens multifóton de profundidade e aplicações em pesquisas de fisiologia.
O revestimento de nanocristal é uma tecnologia de revestimento de lentes exclusiva usando uma película de nanopartículas de índice de refração ultrabaixo, originalmente desenvolvida para a indústria de fabricação de semicondutores. A estrutura de partículas do revestimento de nanocristal reduz de forma drástica as reflexões dispersas e amplifica a transmissão em uma ampla faixa de comprimentos de onda, produzindo imagens com relações sinal-ruído mais elevadas.

high-NA1CFI75 Apochromat 25xW MP CFI Apochromat LWD 40xWI ?S high-NA2CFI Apochromat 40xWI ?S CFI Plan Apochromat IR 60xWI

Objetivas para microscopia multifotônica

CFI75 Apocromática
25xW MP1300
Revestimento de nanocristal de NA 1,10 WD 2,0
CFI75 Apocromática
25xW MP
Revestimento de nanocristal de NA 1,10 WD 2,0
CFI Apocromática LWD
40xWI ?S
Revestimento de nanocristal de NA 1,15 WD 0,6
CFI Apocromática
40xWI ?S
Revestimento de nanocristal de NA 1,25 WD 0,18
CFI Plan Apocromática
IR 60xWI
Revestimento de nanocristal de NA 1,27 WD 0,17

Alinhamento automático de laser quando se muda o comprimento de onda da excitação multifóton

Auto Laser Alignment

Quando o comprimento de onda do laser multifóton ou a pré-compensação da dispersão da velocidade de grupo é alterada, a posição do ponto de foco do laser multifóton, na abertura traseira da objetiva, também pode mudar, o que resultaria em uma intensidade irregular ao longo da imagem ou em um ligeiro desalinhamento entre os trajetos dos lasers de luz visível e IR.

A verificação do ponto de foco do laser IR e o ajuste correto do alinhamento é um aspecto tradicionalmente difícil. A função de alinhamento automático de laser da A1R MP+, alojada na Unidade de Óptica Incidente no trajeto de luz de excitação multifóton, maximiza automaticamente os alinhamentos de laser IR com um único clique do usuário no software NIS-Elements C.


Maior flexibilidade e facilidade de uso

O software de controle NIS-Elements C permite o controle integrado do sistema de imagens confocal, do microscópio e dos dispositivos periféricos, através de uma interface simples e intuitiva. Também estão disponíveis várias funções de análise confiáveis.

Também é possível a integração do microscópio invertido Ti-E para imagens multimodo, equipando-se o sistema de microscópio confocal com o sistema de microscópio de super resolução N-SIM/N-STORM, com o sistema TIRF, com o detector espectral e com o sistema Perfect Focus. Todas os sistemas podem ser controlados por uma única plataforma de software, o NIS-Elements.

SOLICITE SEU ORÇAMENTO (Preencha o formulário abaixo:)